Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 991 - Centro - Nova Andradina / MS

(67) 99978-0911 / (67) 3441-9319

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo completa 45 anos de atividades com foco no desenvolvimento e fortalecimento do Setor de Duas Rodas no País e na promoção de ações que visam um trânsito mais seguro.

Os 45 anos da associação são marcados pelo protagonismo da motocicleta e da bicicleta, que ganharam papel de destaque na sociedade e na mobilidade atual devido à pandemia da Covid-19.

Com uma frota nacional de motocicletas superior a 29 milhões de unidades, esses veículos ficaram ainda mais relevantes no contexto atual por se tornarem fonte de renda e alternativa segura para se evitar a aglomeração do transporte público. O caso da bicicleta não é diferente. Com um papel cada vez mais relevante na mobilidade urbana, por ser considerada um meio de transporte sustentável, a bicicleta também ganhou destaque nos últimos meses ao ser recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o meio de transporte ideal para as atividades essenciais durante a pandemia.

“A indústria de Duas Rodas, assim como todos os outros segmentos do mercado, passa por um momento sem precedentes devido à pandemia. Ainda assim, acreditamos no crescimento do setor para 2021, consequência do potencial logístico e de transporte de nossos produtos, da manutenção dos investimentos das associadas e do avanço das campanhas de vacinação em todo o país, que permitirão a tão necessária retomada econômica”, afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

Ações de destaque

Atualmente, ocupando a sétima posição no ranking de produção global de motocicletas, o Brasil se destaca como referência mundial no desenvolvimento de novas tecnologias. Foram as empresas nacionais as pioneiras no desenvolvimento e aplicação do sistema bicombustível (flexfuel), exemplo de inovação na indústria mundial. As montadoras nacionais também são referência na esfera ambiental com o atendimento às rigorosas normas de emissão de poluentes do Promot – Programa de Controle da Poluição do ar por Motociclos e Veículos Similares, que se equiparam àquelas estabelecidos pelos países mais desenvolvidos.

Já a indústria brasileira de bicicletas ocupa o quarto lugar do ranking mundial de produção e tem como grande diferencial o produto nacional, que é reconhecido no mercado por oferecer o mesmo padrão de qualidade das marcas globais com preços acessíveis.

“Em suas mais de quatro décadas de atuação, a Abraciclo sempre pautou seu trabalho na consolidação do avanço industrial do setor. Os produtos nacionais são reconhecidos mundialmente pelo alto valor agregado, altos níveis de qualidade, tecnologia e segurança”, afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

As ações voltadas para a segurança do trânsito também são parte do legado da Abraciclo para o setor de duas rodas. A associação realiza constantemente ações de conscientização e orientação da população, dos motociclistas e ciclistas. Entre as iniciativas estão as palestras gratuitas em escolas públicas de ensino médio sobre pilotagem segura e respeito às normas e regras de trânsito, e o MotoCheck-Up, considerado o maior programa setorial da América Latina para a orientação de motociclistas, que em suas 24 edições, em diferentes cidades brasileiras, já atendeu a mais de 50 mil motociclistas.

Papel essencial no Polo Industrial de Manaus (PIM)

As 14 associadas da Abraciclo (dez fabricantes de motocicletas e quatro de bicicletas) exercem, desde o início de suas operações, papel fundamental para o desenvolvimento e fortalecimento do Polo Industrial de Manaus – PIM. As empresas investem continuamente em inovações tecnológicas, com o uso dos mais avançados processos produtivos, que resultam na melhoria dos níveis de qualidade, segurança e durabilidade dos produtos.

O setor de Duas Rodas tem faturamento anual superior a 14,7 bilhões, ou 12,2% do total do PIM, e emprega 13,9 mil colaboradores diretos. A região de Manaus é hoje o maior polo de produção de duas rodas fora do eixo asiático, sendo o Polo de Duas Rodas um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento sustentável da região Amazônica garantindo, além do sustento de milhares de famílias a preservação da floresta e da biodiversidade.

A Abraciclo e suas associadas também desenvolvem diversas ações de cunho social na região. Durante a pandemia, por exemplo, a associação, juntamente com a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM) e Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) formou a Ação Social Integrada do Polo Industrial de Manaus para ajudar famílias que foram duramente atingidas pela pandemia do coronavírus (covid-19).

A ação arrecadou mais de 100 toneladas de alimentos, distribuídas em Manaus e outras cidades, e doou mais de 100 mil máscaras cirúrgicas para hospitais e entidades amazonenses ligadas à saúde. Além disso, diversas fabricantes disponibilizaram cilindros de oxigênio que eram utilizados em áreas de solda e corte de materiais para dar suporte às necessidades das unidades hospitalares da região.

Prêmio Abraciclo de Jornalismo

Como parte das comemorações do seu 45º aniversário, a entidade lançará uma edição especial do Prêmio Abraciclo de Jornalismo. Apontado como um dos mais importantes reconhecimentos ao trabalho desenvolvido pela imprensa, serão premiados os trabalhos que retratem o papel da motocicleta e da bicicleta no dia a dia das pessoas e da sociedade e a contribuição dos modais para o desenvolvimento econômico e industrial do País.